ssocial.hemose@fsph.se.gov.br / ouvidoria@fsph.se.gov.br +55 79 3259-3174 / 3225-8037

Lacen: I Oficina da Redelab reúne profissionais que trabalham com análises laboratoriais nos municípios sergipanos

Técnicos de 14 municípios sergipanos participaram na manhã desta terça-feira, 19, da I Oficina da Redelab.  A atividade promovida pelo Laboratório Central de Saúde Pública de Sergipe (Lacen), unidade da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) que integra a Rede Estadual de Saúde, contou com a participação de trinta representantes dos municípios de: São Cristóvão, Barra dos Coqueiros, Nossa Senhora do Socorro, Laranjeiras, Itabaiana, Nossa Senhora da Gloria, Propriá, Simão Dias, Canindé do São Francisco, Capela, Estância, Itaporanga D’ Ajuda, Lagarto e Itabaianinha.

Na abertura da atividade de educação em saúde continuada, a superintendente do Lacen, Danuza Duarte Costa, ressaltou a importância dos municípios trabalhar em parceria com a unidade. “O Lacen é um componente da Vigilância em Saúde e os municípios trabalham diretamente com as demandas da população em suas cidades, fazendo os exames e nos, o Controle de Qualidade dessas análises laboratoriais”, disse ao ressaltar. “Também é um momento para prestar orientações, tirar dúvidas sobre as rotinas, pensando sempre na promoção de uma saúde pública de qualidade”.

Responsável pela coordenação do evento a gerente da Rede de Laboratórios de Saúde Pública (Redelab) Silvia Virginia Barreto Cruz, falou sobre a organização da rede enfatizando os objetivos proposto pela I Oficina. “Esse trabalho tem como objetivo garantir a descentralização das ações laboratoriais nos municípios visando fortalecer o trabalho desenvolvi pela  Atenção Básica nos municípios que irão subsidiar as ações de Vigilância em Saúde em todo o Estado”, salientou.

Esse primeiro dia de atividades contou com dois momentos, uma apresentação detalhada sobre Coleta, Acondicionamento e Transporte de Amostras para o Laboratório Central, apresentado pela gerente de Recepção e Coleta, Francielly Fonseca. Na segunda apresentação do dia, a assessora do Núcleo da Qualidade da Fundação Parreiras Horta, Danielle Nery, destacou algumas noções sobre Qualidade, com foco na prestação de serviços de análises clinica voltado para saúde pública e elaboração do Procedimento Operacional Padrão (POP). “Esse é um documento organizacional que traduz o planejamento do trabalho a ser executado. Nele deve constar a descrição detalhada de todas as etapas necessárias para a realização de um determinado serviço”, explicou Nery.

Programação

O segundo dia da I oficina da Redelab, nesta quarta-feira, 20, contará com palestras sobre Manejo de Resíduos Sólidos em Serviços de Saúde; A importância dos testes de Controles de Qualidade de programas do Ministério da Saúde (MS),  relacionados as análises de amostras para diagnóstico da Tuberculose e Hanseníase; e os programas da Dengue e  Esquistossomose.

Rosangela Cruz Lima

Your Turn To Talk

Deixar uma resposta:

Seu e-mail não será públicado.