ssocial.hemose@fsph.se.gov.br / ouvidoria@fsph.se.gov.br +55 79 3259-3174 / 3225-8037

Grupo fidelizado de Lagarto colabora com serviço de doação de sangue

A caravana ‘Mãos Unidas para Ajudar’ saiu de Lagarto e percorreu 70 quilômetros até chegar a Aracaju, no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) para colaborar com os estoques de sangue da unidade.  A ação solidária nesta sexta-feira, 27, reuniu trinta e quatro voluntários, a maioria deles doador regular de sangue. “Sempre que a gente retorna aqui, vem com o doador, e também com pessoas que procuramos incentivar a doação”, ressaltou Rosália Araújo dos Anjos, responsável pelo grupo.

Miralda Chaves começou a doar sangue através das campanhas do Mãos Unidas. Ela comentou que faz questão de acompanhar o grupo, sempre que pode. “Eu entendi a importância que tem a doação por isso, faço questão de apoiar doando”, disse. Já Camila Rodrigues Santos, realizou um desejo antigo, doar sangue pela primeira vez. “Tinha um trabalho da faculdade para fazer, mas adiei para vim com o grupo. Tudo é questão de força de vontade e oportunidade e, eu, consegui reunir tudo hoje”, salientou satisfeita.

Integrantes da caravana Caroline Correia de Andrade, Valdete Araújo Santos Santana e Erika Santos Souza também doaram sangue pela primeira vez. “O incentivo dos outros doadores do grupo e de Rosália que explica como a doação é simples e segura, é o principal estímulo para a gente vim fazer esse gesto de amor ao próximo”, resumiram.

De acordo com Josceline Souza, o trabalho realizado pela equipe da gerência de Captação é voltado para levar informações a população e dessa forma ampliar o número de doadores  frequentes. “Para o serviço é essencial fidelizar as pessoas para que elas possam doar sangue cumprindo os intervalos. Homem a cada dois ou três meses e a mulher a cada quatro meses”, explicou.

A gestora da Captação relatou ainda que durante as palestras com os líderes e os grupos busca esclarecer os mitos sobre a doação de sangue e reforçar a importância da colaboração continua de todos. “Se cada doador observar esse intervalo, o serviço criará um estoque permanente para atender a demanda diária da rede hospitalar dos usuários do Sistema Único de Saúde, além da rede conveniada em todo Estado”, frisou Josceline ao lembrar que para doar é preciso estar bem de saúde, ter de 16 a 69 anos de idade e peso superior a 50 quilos.

 Campanha

A instituição disponibiliza para o público os serviços de agendamento para palestras, campanhas para doação de sangue, cadastro de medula óssea e visitas técnicas. Para saber como realizar as solicitações basta entrar em contato com o serviço social da unidade, através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174. A unidade funciona diariamente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h.

fsphadm

Your Turn To Talk

Deixar uma resposta:

Seu e-mail não será públicado.