ssocial.hemose@fsph.se.gov.br +55 79 3259-3174

Hemose: Treinamento leva esclarecimentos sobre ato transfusional

A solicitação nominal para realização de transfusão sanguínea, o monitoramento do procedimento e o transporte de hemocomponentes. Esses foram alguns dos temas abordados durante a primeira parte do treinamento sobre ‘Ato Transfusional’, realizado pelo Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) para enfermeiros, biomédicos e técnicos do Hospital e Maternidade Santa Helena.

Para reforçar a importância do cumprimento de protocolos relativos ao serviço, o enfermeiro Rodrigo Damasceno, que atua na Hemorrede, apresentou um histórico sobre a transfusão de sangue. “O processo deve ser monitorado em todas as fases na preparação, infusão até a sua finalização”, disse ao ressaltar que o trabalho desenvolvido no hemocentro e nos hospitais tem como finalidade, evitar e minimizar riscos transfusionais aos usuários.

De acordo com a médica Mariamalia Newton Andrade, gerente da Hemorrede, o setor coordena o treinamento destinado aos profissionais que atuam diretamente com o procedimento transfusional.  “Todas as unidades que utilizam o sangue como recurso terapêutico necessita de atenção para o cumprimento dos fluxos e, assim ofertar serviços com segurança ao seu paciente”, ressaltou ao informar que as atividades hemoterápicas cumprem critérios técnicos orientados pelo Ministério da Saúde (MS) e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Conforme ainda a gestora as atividades relativas à operacionalização da hemoterapia no Estado visa à melhoria continua dos serviços prestados aos usuários assistidos na rede hospitalar, publica e privada. “A Hemorrede inicia suas atividades na captação de doadores de sangue no Hemocentro de Sergipe até a aplicação do produto final que são as transfusões de hemácias, plaquetas ou plasma. Também realizamos o monitoramento do serviço de hemovigilância para o correto registro de possíveis reações transfusionais”, conclui Mariamalia.

A hemoterapeuta e responsável técnica do Hospital e Maternidade Santa Helena, Joseni Silva Santos, relatou que solicitou a capacitação, a gerência da Hemorrede para promover a atualização dos profissionais e assim garantir a melhoria dos serviços de infusão hemoterápicas  realizados na  unidade hospitalar. “Com essa capacitação queremos aprimorar o conhecimento dos nossos profissionais. Esse é um momento em que elas podem tirar dúvidas, para a maternidade preste um atendimento seguro e de qualidade ao nosso público”, salientou.

Treinamento

Para mais informações sobre treinamentos em hemoterapia dos serviços de saúde públicos e privados do Estado de Sergipe, é necessário entrar em contato com a gerência da Hemorrede, no Hemose, de segunda a sexta-feira, no horário, das 8h às 16h, através dos telefones: (79)3225-8000 e 3225-8071.

fsphadm

Your Turn To Talk

Deixar uma resposta:

Seu e-mail não será públicado.