ssocial.hemose@fsph.se.gov.br / ouvidoria@fsph.se.gov.br +55 79 3259-3174 / 3225-8037

Campanha Hemose e Unit registra 477 cadastros para doador de medula óssea

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) realizou 477 cadastros de medula óssea durante a terceira edição do projeto Unit +Vida, na Universidade Tiradentes, campus Farolândia em Aracaju, na terça-feira, 25. A campanha visa divulgar o serviço para ampliar o público inscrito ao Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome).

A ação realizada no mini shopping da instituição de ensino, recebeu o apoio de estudantes, professores e demais profissionais que buscaram informações sobre o cadastro. “Eu me interessei pelo tema, vi o pessoal comentando e também o movimento. Entendi a importância do cadastro e por isso, fiz minha inscrição”, contou Laiana Evaristo de Lima, acadêmica de Direito.

Mackleia Santos Souza, acadêmica de Nutrição revelou que decidiu preencher o cadastro para ajudar. “Antes de cursar nutrição, pensei em fazer enfermagem, por causa desse sentimento de cuidar das pessoas. Hoje vi uma oportunidade de quem sabe, ser eu, essa pessoa que poderá proporcionar a retomada de uma vida normal para algum paciente que necessita do transplante”, ressaltou.

“No geral tivemos uma boa adesão, com a participação de alunos que trabalharam voluntariamente realizando a coleta da amostra de 4 ml de sangue para atestes e dos outros estudantes que realizaram a inscrição”, comentou o professor Luan Cardoso, responsável pelo projeto Unit + Vida, ao destacar. “O objetivo maior do projeto é o envolvimento de todos no sentimento de responsabilidade social”.

Conforme o gerente de Captação de Doadores do Hemocentro de Sergipe, Josceline Souza, a parceria com a Unit é essencial pela mobilização e apoio na realização das campanhas. “A iniciativa em organizar ações coletivas para sensibilizar a comunidade acadêmica sobre a importância de se tornar um doador de medula óssea, é muito louvável. Esse é um ato que precisa do apoio de todos”, frisou a gestora.

Cadastro nacional

As amostras coletadas na Unit passarão por um exame de Histocompatibilidade – HLA, para verificar a compatibilidade genética entre o candidato a doador e o receptor. Os resultados ficam arquivados no banco de dados do Redome e são cruzados com o Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea (Rereme), coordenados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca). Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

fsphadm